Para falar de gente, de seres humanos, do bicho humano perfectível, apesar de tudo. Do Animal sapiens, mas a partir de agora do "Homo spiritualis", com sua fé e religiosidade muitas vezes confusa, gerando preconceitos, discriminações.

02
Jan 14

Que venha 2014 com todas as previsíveis dificuldades que teremos com os tropeços da Copa, a repressão dos órgãos de segurança pública, a manipulação da mídia, as informações seletivas, os julgamentos políticos, a impunidade, a cara de pau dos políticos, o faz-de-conta que estão fazendo reforma política e por aí afora, além da religião transformada em mercadoria ...

 

Não há motivos para grandes esperanças nesse ano que se inicia. A sedação coletiva já está em curso com  a roda que move a Copa em plena força. Um país excessivamente regulado verá sua gente reagindo de modos diferentes ao longo do ano, dos blogueiros ao crime organizado. Mas, certamente não teremos um ano assim tão tranquilo como o Governo faz parecer, principalmente ao priorizar assuntos econômicos.

 

A sociedade continua sendo vista e tratada como subprodudo da economia ... onde isso vai dar?

 

- Paulo S.

publicado por animalsapiens às 08:46

16
Dez 13

A situação da educação no Brasil é devastadora. Nada foi feito em tempo e o resultado disso é um processo generalizado de rejeição do conhecimento e da leitura, com um resultado de imbecilização em escala nacional. Pode-se constatar isso pela má qualidade da produção cultural e que é apreciada principalmente pelos mais jovens. Uma parcela relativamente pequena tem a leitura como hábito.

 

Um país que não conhece seu passado não tem perspectivas de futuro e está condenado a repetir esse passado. Os reflexos na formação moral-espiritual, política e cultural de seu povo fica evidente pelo tipo de consumo que se apresenta. Anos atrás foi projetado um processo de 'africanização' (aumento do analfabetismo funcional, tribalização dos costumes, aumento das rixas entre grupos rivais por competição por espaços e domínio, e já vemos isso em meio às torcidas organizadas) principalmente da faixa mais jovem. O declínio cultural e ético é evidente no Brasil.

 

Estamos nas mãos dos mesmos mandantes, repetindo as práticas coloniais e oligárquicas de sempre, sem perspectivas de mudanças. Retórica, promessas, retoques e maquiagens é o que se vê em tudo relacionado a educação (como na saúde e na insegurança pública). Isso explica a falta de esperanças, de espectativas, de sonhos, do aumento da violência, do fim do diálogo como forma de solucionar problemas, da decadência ética e cultural. Lamentável!

 

- por Paulo Santos

publicado por animalsapiens às 09:14

20
Nov 13
publicado por animalsapiens às 18:10

06
Nov 13

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/crimes/2013-11-05/policia-brasileira-mata-cinco-por-dia-e-e-uma-das-mais-letais-do-mundo.html

publicado por animalsapiens às 10:47

21
Out 13

'Nada é impossível mudar
Desconfiai do mais trivial,
na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente:
não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada,
de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural
nada deve parecer impossível de mudar.'

Sobre o autor: Bertolt Brecht (1898-1956), nascido em Augsburgo. Escritor e dramaturgo alemão, além de grande teórico teatral. Desde menino escrevia poesias de forte conteúdo social. Foi perseguido pelos nazistas pelo seu comunismo militante.

publicado por animalsapiens às 11:07

15
Out 13

Avançamos para o final do ano cientes que 2014 será um ano  complicado. Uma mistura de baixaria política, a Copa levando um dinheiro que deveria ser gasto em áreas sociais das quais a presidente Dilma se afastou ou se esqueceu, com o Estado controlado pelas corporações. Não é de se estranhar que muitos profetizem um ano de manifestações e de manifestações possivelmente com doses de violência.

 

O povo começa a perder a paciência com os jovens e adultos que cresceram protegidos pelo ECA e que usam e abusam de seus direitos, enquanto o chamado 'cidadão de bem' vive acuado diante de perigos vários. Tem medo dos marginais, mas não confia na polícia. O Governo pouco faz para reverter de fato toda essa situação de insegurança generalizada.

 

Se nada for feito em favor do povo, de suas necessidades e demandas, tudo pode acontecer... e certamente, as eleições do ano que vem trarão surpresas!

 

- por Paulo Santos

 

publicado por animalsapiens às 11:35

09
Out 13

... transcrevo ...


'Olá 's : o tema de hoje pode ser visto de dois (ou vários) jeitos:

- uma palavra que nas redes sociais perdeu todo sentido;

- um tema até certo ponto, tabu, que lá ganha uma dimensão bizarra:


http://antijornalismo.blogspot.com.br/


Ficou curioso (a)?

Espero que sim, porque sua leitura é importante!


abraços!

Ana Claudia'
publicado por animalsapiens às 11:44

02
Out 13

O Estado, comandado pelas grandes corporações, omite informações, distorce outras, divulga as que lhe convém e simplesmente mente quando os dados não correspondem aos que lhe interessam. Meu professor de estatística dos tempos de bacharelado era o primeiro a dizer que a estatística, junto com a diplomacia, é a ciência da mentira. Ele estava certo. Em ambas existe uma ampla margem para manobras e manipulações.

 

O Brasil atual é a prova cabal dessas assertivas. O Governo Dilma/PT, apesar de alguns esforços no campo social, é basicamente de lógica economicista. O resultado é a violência crescente, a desesperança que leva a crimes estranhos, ao aumento dos suicídios, a impunidade que permanece como uma praga e os mesmos que promovem os segredos e as mentiras não caem, protegidos pelos grandes interesses corporativos e pelos clãs políticos, vitalícios e hereditários. Quem disse que a nobreza acabou?

 

- por Paulo Santos

publicado por animalsapiens às 11:26

29
Ago 13

1 - Quando foi promulgado (Lei 8069 de 13 de julho de 1990), foi criticado por ser uma adaptação, fora de nosso contexto sociocultural, e como resposta a pressões de países europeus, dada a situação de nossas 'crianças de rua';


2 - Reduziu o poder patermaterno, contribuindo para a desestruturação familiar e quebrando a hierarquia culturalmente herdada;


3 - Terceirizou papéis familiares para instituições precárias e que, não raro, agem como se tivessem poder de polícia, aumentando a lógica da repressão e o ressentimento contra a sociedade;


4 - O aparecimento de uma geração que se sente protegida, privilegiada, com a 'Síndrome do Super-homem' (eu posso tudo), incapaz de conviver com um 'não', com limites, com frustrações, consumista e prepotente;


5 - O ECA foi sacralizado e criticá-lo atrai críticas sobre quem o faz;


6 - Contribuiu para o aumento da criminalidade infanto-juvenil e a formação de gangues de 'menores' que agem sob a sensação da impunidade;


7 - Sem obrigações ou compromissos até os 16 anos, chegam a essa idade sem interesse pelo trabalho ou pelo conhecimento;


8 - Aumento exponencial do bullying contra pais, professores e responsáveis em geral;


9 - Desrespeito pelo princípio da autoridade;


10 - Criou jovens com pouco ou nenhum compromisso político ou social, que improvisam a vida, sem planejamento, percepção de risco ou de consequências.


- por Paulo Santos

 


publicado por animalsapiens às 13:11

26
Ago 13

http://antijornalismo.blogspot.com.br/

publicado por animalsapiens às 19:09

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO