Para falar de gente, de seres humanos, do bicho humano perfectível, apesar de tudo. Do Animal sapiens, mas a partir de agora do "Homo spiritualis", com sua fé e religiosidade muitas vezes confusa, gerando preconceitos, discriminações.

19
Jan 12

As Conexões Globais de Porto Alegre

Gilberto Gil fará, no encontro, conexão com ativistas no Egito

No Fórum Social Temático de Porto Alegre, um encontro debate Reinvenção da Democracia, Cultura e Liberdade na Internet. Transmitido via web, conectará movimentos pelo mundo e será oficina compartilhada de ativismo

Entre as mais de 900 atividades que comporão o Fórum Social Temático (FST), em Porto Alegre, na próxima semana (24 a 29/1), uma parece especialmente atual e provocadora. Chama-se Conexões Globais 2.0 e ocupará, de terça-feira a sábado, das 14 às 22h, um espaços culturais emblemáticos de Porto Alegre: a Casa Mário Quintana. Está focada em alguns dos processos que mais causarão impacto entre as sociedades, em 2012 e nos próximos anos. Debaterá crise do capitalismo, novas revoltas sociais, possível invenção de uma democracia 2.0,  busca de novas relações entre ser humano e natureza.

Mas não o fará por meio de palestras aborrecidas, nem reproduzindo a hierarquia tradicional entre palco e plateia. Em certos momentos (Diálogos Globais, todos os dias às 16 e 18h15), estabelecerá conexões diretas entre os presentes na Casa Mário Quintana (o compositor Gilberto Gil, por exemplo) e participantes de movimentos como a Primavera Árabe, os Indignados, o Occupy em Nova York e Londres. Por meio de uma série de Painéis (às 14h), colocará em contato (e, talvez, confronto), ativistas que lutam por uma nova democracia e integrantes de governos que, ao menos em palavras, dizem estar sintonizados com tal aspiração.

Na maior parte do tempo, vai se desdobrar em Oficinas e Desconferências. As primeiras visam compartilhar saberes sobre ativismo (inclusive digital). Estão na pauta, entre outros aspectos, a montagem de redes livres para acesso à internet, que dispensam um servidor central e (principalmente) as operadoras de telecomunciações; o uso de ferramentas gratuitas (webmapas, textos interativos, etc) o jornalismo 2.0; o uso de lixo eletrônico para criar objetos de arte; a construção de web-rádios; a plataforma WordPress (empregada inclusive por Outras Palavras) como ferramenta para criação rápida de poderosos sites e blogs em rede.

Já as Desconferências são para troca de ideias sobre Participação 2.0, Cultura Digital e Sustentabilidade, cuja programação será construída pelos próprios participantes (para inscrever um tema, clique aqui). Completam a receita, no final da tarde e início da noite,  Conexões Culturais que valorizam a diversidade brasileira. Pretendem promover encontros entre a Cultura Popular e Cultura Digital. Incluem shows, literatura, cinema livre, grafitagem, bicicletada, DJs/VJs, artes plásticas, fotografia e outras formas de expressão.

Tudo isso poderá ser acompanhado presencialmente, pelos que participarem do FST, em Porto Alegre; ou de qualquer parte do mundo, via web-streaming. Mas as narrativas de Conexões Globais serão feitas horizontalmente, pelos próprios participantes. Uma Agência de Comunicação Colaborativa permitirá a eles colocar no ar, instantaneamente, os textos, fotos, vídeos e áudios que produzirem sobre o encontro.

Conexões Globais é obra coletiva, mas vale destacar dois de seus animadores. O ativista digital Marcelo Branco (blog, facebook) e a produtora cultural Carla Joner (facebook) tiveram a ideia. O escritor Jeferson Assumção (blog, facebook), secretário de Cultura do Rio Grande do Suo, fez contribuições muito relevantes. Marcelo vai na estrada da colaboração transformadora e das redes há muitos anos. Sindicalista na década de 1990, atuou na luta em defesa da Telebrás, privatizada no governo FHC. Na virada do século, ajudou a criar o Fórum Internacional do Software Livre (o FISL). coordenou por anos o Campus Party brasileiro. Vê Conexões Globais 2.0 como “uma ponte entra a história do Fórum Social Mundial e os novos protagonistas das mobilizações sociais massivas de 2011.” Pretende armar o circo mais vezes — a começar no Rio de Janeiro em junho, durante a Rio+20 e a Cúpula dos Povos.

Leia mais:

  1. Os preparativos para o Fórum Social Temático em Porto Alegre
  2. No ar, a programação do Fórum Social Temático de Porto Alegre

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , por Antonio Martins. Guardar link permanente.

 

www.outraspalavras.net

publicado por animalsapiens às 09:56

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
13

15
20


30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO