Para falar de gente, de seres humanos, do bicho humano perfectível, apesar de tudo. Do Animal sapiens, mas a partir de agora do "Homo spiritualis", com sua fé e religiosidade muitas vezes confusa, gerando preconceitos, discriminações.

22
Nov 11

Uma flor de Azaléia


Amanheci com vontade de beber versos

De fazer um colar de rimas

De voar e catar na praia

gravetos do mar para fazer um poema

Bater nas portas e oferecer mudas de rosas.

Pensei que as palavras esqueceram de mim,

Mas depois do meu pranto

Elas cairam sobre mim em buquês de crisântemo

Surgiram da sala escura,

se penduraram na janela,

se vestiram de Azaléias

e ficaram a perfumar o meu dia.

Como fugir da Alecrim dourada,

da Rosa de Prata,

das Tulipas e das Acácias,

todas são poesias

das melodias que fizeste pra mim,

Flor de Lis.

 

- Deusa Ilario

publicado por animalsapiens às 19:54
tags:

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


21
23
25
26

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO