Para falar de gente, de seres humanos, do bicho humano perfectível, apesar de tudo. Do Animal sapiens, mas a partir de agora do "Homo spiritualis", com sua fé e religiosidade muitas vezes confusa, gerando preconceitos, discriminações.

23
Jul 13

A presença do Papa Francisco no Brasil, pode contribuir para abrandar a onda de protestos, embora temporariamente. Sua presença mais carismática e despojada do que seu antecessor, Ratzinger, pode ser bastante oportuna para frear o avanço das igrejas-empresas, fortalecendo a fé no catolicismo popular brasileiro. Ele, como latinoamericano, sabe como isso funciona deste lado do Atlântico.

 

Protestos contra sua presença devem ocorrer, em caráter minoritário, pois os manifestantes já deram o recado que as coisas continuam, contra a corrupção, pela melhoria dos serviços públicos, da segurança pública, da saúde e da educação, além da reforma política que se depender do Congresso que está aí, não sai mesmo!

 

Enfim, vamos ver o que acontece ao longo da semana e observar os bons e maus resultados da passagem do Papa pelo Brasil. Um país de forte tradição católica poderá ter nesse aporte político-religioso, um momento de fortalecimento da fé dos católicos e simpatizantes, amenizando a onda de criminalidade e violência que o país vem vivendo.

 

- por Paulo Santos

publicado por animalsapiens às 13:12

13
Jul 13

Não existe nada de novo nesse campo da espionagem e contra-espionagem entre países. Isso existe desde que o mundo é mundo! O novo é a amplitude e magnitude, a sofisticação e grau de invasão até nas questões pessoais, promovida pelo país que se autopromoveu a xerife do planeta: EUA. A reação foi imediata! Repúdio de todos os países e um certo medo de usar a internet por parte das pessoas.

 

Um medo inútil, diga-se de passagem, pois a privacidade é algo que se foi com a chegada da globalização e da informatização de muitos serviços. Um simples cartão bancário dá pista de por onde andamos, o que consumimos e quanto gastamos. Portanto, Bancos sabem muito mais sobre cada um de seus clientes do que deixam transparecer.

 

Vivemos um misto de 1984, de G. Orwell, com o Admirável mundo novo, de Huxley. Tudo isso regado a Blade Runner ... num mundo de gangsterismo estatal muito sofisticado. Diante dessas circunstâncias, nem o medo se justifica, já que órgãos de segurança nacionais ou internacionais monitoram as pessoas de todos os países, veladamente ou não, e justificam tudo com um falso discurso de necessidade de proteção ao cidadão. Não é verdade; é o Estado que se protege do cidadão.

 

- por Paulo Santos

publicado por animalsapiens às 11:40

Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
links
blogs SAPO